quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

MINHAS HISTÓRIAS PREFERIDAS NA BÍBLIA






Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem. Hebreus 11:1
É verdade que há muitas belas histórias na Bíblia mas uma, em particular, sempre me chamou muito a atenção.
Cresci ouvindo dizer que Deus é nosso pai e que é dono de todo ouro e toda a prata. Cresci em tempos de inflação alta em que o trabalho de um dia no campo era consumido pelas maquininhas de remarcar preço do mercado. Era muito duro trabalhar um mês inteiro “pra ganhar um quilo de feijão” como dizia a música.
Muitas vezes, ainda na minha adolescência e começo da juventude, quis fazer como o filho mais moço da “Parábola do filho gastador”.
Hoje sei que herança é, na maioria das vezes, um conforto que você recebe por perder alguém que você ama, ‘só os mortos deixam herança’ diria uma pessoa centrada.
Mas, a idéia de pedir a minha parte ao Senhor e administrá-la do meu modo, “sem ter de dar satisfação a ninguém”, era de fato, tentadora ao modo ingênuo de pensar que conservei por boa parte de minha juventude.
Hoje, entendendo que pródigo não é a qualidade do que se arrepende mas, do que tem compulsão em gastar, vejo que mais legal mesmo é ser como o personagem da “Parábola de uma religião diferente” que, ao invés de correr para a igreja, parou e socorreu um semelhante sem se importar com o nome que ele dava para Deus, o time que ele torcia, de quem ele era filho ou mesmo, seus hábitos pessoais.
Queria mesmo aprender a ter menos preconceito e mais, o que me chama mais atenção nesta Parábola, o cara tinha, o que os jovens de hoje chamam de “conceito”.
Ele socorre o que está ferido, entra na cidade, vai a uma hotel, contrata uma ‘home care’ e sai dizendo que, ‘tá tudo pago e se não for suficiente, quando eu voltar eu completo”.
Tal “conceito” é fruto de uma vida honrada, é fruto de reconhecimento e resultado de uma vida levada a sério.
É muito triste pensar que alguns ditos sacerdotes de hoje não gozam tal “conceito”. É lamentável não se reconhecer um ‘levita’ em nossas ruas hoje em dia. E, muito pior, é muito raro um cara como aquele que não era da mesma religião em nossa sociedade.
Que tal, você e eu, em nossa rua, bairro, cidade buscarmos ser esse que tem “conceito”? E, se sacerdote ou se levita, um exemplo aos cristãos?
Deus nos abençoe!



Foi Assim
Grupo Logos

Conheci um mundo mal
E com eles seus ardis
Me arrastei no lamaçal
Tudo isto porque eu quis
Saber mais que qualquer um
Construir algum amor
Onde a paz pudesse ser
A verdade pra eu ver
Coro
Mas Jesus cristo veio e me achou
Assim tão sujo
E numa cruz por mim derramou
Sangue tão puro
Foi assim
Que me salvou (Bis no final)

Eu conheço agora assim
A clareza de Jesus
Foi das trevas que eu vim
Encontrei-me com a luz
Hoje quero sim saber
Do meu mestre e salvador
Quero dar-lhe o meu louvor
Eu só nEle posso crer.


Um comentário:

Anônimo disse...

Muito bom o texto, abencoador