segunda-feira, 10 de maio de 2010

UNIDO COM CRISTO





E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século. Mt 28.20




Em 1893, Henry Varley, um pregador leigo inglês, disse para o evangelista major Daniel Whittle: "Não gosto muito do hino Cada Hora Preciso de Ti porque eu preciso de Cristo cada momento do dia." Depois de refletir sobre esse comentário, Whittle escreveu o texto deste hino. Deu-o para a sua filha May, uma excelente musicista, e ela compôs uma cativante melodia para ele. Em seguida, seu colega, o evangelista cantor Sankey, publicou-o nos Estados Unidos e na Inglaterra, primeiro em folheto, depois nos seus hinários. O notável pregador e escritor, o Dr. Andrew Murray, adotou-o como seu hino predileto, pedindo a sua esposa para cantá-lo em quase todos os seus cultos na África do Sul.

O autor do hino, Daniel Webster Whittle, nasceu em 22 de novembro de 1840, em Chicopee Falls, Estado de Massachussetts, EUA. Trabalhou na Wells-Fargo Company, em Chicago, até alistar-se no exercito da União, em 1861. Durante a Guerra Civil, Whittle atingiu o posto de major, titulo que conservou até sua morte.

Após o combate feroz em Vicksburg, Virginia, no qual perdeu o braço e foi aprisionado, o major Whitlle entregou-se a Jesus. Desejando algo para ler durante seu a recuperação, procurou em sua mochila e encontrou o Novo Testamento que sua mãe colocara ali. Começou a lê-lo. Certa noite, foi acordado por um guarda que o chamava: "Venha, major, venha orar com um rapaz que esta morrendo! " "Mas eu não sei orar, cabo, jamais orei com alguém", foi sua resposta. "Venha, major, ele precisa de alguém", insistia o cabo. Correndo, então, Whitlle foi ao encontro do moribundo. Este agonizava e pedia: "Ore por mim! Não estou preparado para morrer!" Impressionado, caiu de joelhos e pediu a Deus que salvasse o rapaz. Quando levantou os olhos, o rapaz estava morto, mas havia uma expressão muito tranqüila no seu rosto. Ao contar desta conversão o major falava: "Espero encontrá-lo no céu. "

Depois da guerra, Whitlle tornou-se tesoureiro da Elgin Watch Company, mas, com a influência de Dwight L. Moody, deixou o cargo para dedicar-se à evangelização em 1873. Deus o abençoou. O músico e hinista Philip Paul Bliss trabalhou com ele nas suas campanhas evangelísticas até a morte trágica do hinista. Depois, cooperaram no seu ministério outros dois cantores e hinistas: James McGranahan e George Coles Stebbins. Milhares de pessoas aceitaram a Cristo através destas campanhas.

O major Whitlle foi autor de vários poemas e de muitos hinos que ele assinava com o pseudônimo "El Nathan", Um bom número apareceu em hinários brasileiros. Além de Cada Momento, mais três dos seus melhores hinos, são verdadeiros desafios para a nossa vida espiritual. Estes hinos foram vivenciados na vida consagrada do major Whitlle.

Major Whittle faleceu no dia 4 de março de 1901, em Northfield no seu estado natal, depois duma vida frutífera de serviço ao seu Senhor.

Salomão Luis Ginsburg, habilmente traduziu este hino em outubro de 1909 e publicou-o pela primeira vez na segunda página de O Jornal Batista em 11 de novembro de 1909. Posteriormente incluiu-o, em o Cantor Cristão.

A compositora Mary (May) Whittle Moody (1870-1963), filha de Whitlle, era realmente Mary, mas sempre usou o nome May. Formou-se em Música na Faculdade Oberlin, Estado de Ohio, e estudou na Academia Real de Música, em Londres. Possuía uma voz de "doçura excepcional, e qualidade sonora muito rica". Cooperou com o seu pai e Dwight L. Moody nas suas campanhas evangelísticas. Casou-se com William Moody, filho do evangelista. Seu esposo dirigiu as Escolas Northfield fundadas por Moody, e o Centro de Conferências Mout Hermon, com sede na cidade de Northfield, Massachussetts, e editou o hinário Northfield, juntamente com C. M Alexander. William e May tiveram seis filhos. Dois morreram na infância.

O nome da melodia, WHITTLE, homenageia tanto ao pai como à filha que nos deram este hino inesquecível.

Bibliografia: Reynolds, William J., Companion to Baptist Hymnal, Nashivile, TN, Broadman Press, 1976, p. 269.

Com Cristo unido na morte da cruz,
Eu gozo a graça do reino da luz,
Que para a vida dos Céus nos conduz,
Cada momento, com Cristo Jesus.

Cada momento me guia o Senhor,
Cada momento dispensa favor.
Sua presença dispensa vigor;
Cada momento sou Teu, Salvador.

Com Cristo unido na luta moral,
Resiste ao erro, o pecado fatal,
Bem alto erguendo a bandeira real,
Cada momento mais firme e leal.

Com Cristo unido na Ressurreição,
Hei de alcançar eternal redenção;
Jamais em Cristo esperamos em vão,
Cada momento concede perdão. S.L.G


Um comentário:

lutermar disse...

Que Deus continue a te inspirar cada dia mais e mais!